Avançando a bioimpressão 3D e a engenharia de tecidos

A engenharia de tecidos e a bioimpressão estão recebendo atenção e investimento significativos. Não surpreende, considerando as perspectivas de criação de «organs-on-a-chip» personalizados para o desenvolvimento de fármacos e cosméticos, ou de impressão de suportes em células para engenharia de tecidos humanos (Derakhshanfar, et al., 2018). Devido a sua pureza extrema, X-Pure® leva estes excitantes desenvolvimentos mais adiante. Combinada com a metacrilamida, por exemplo, a gelatina pode ser usada para criar suportes reticulados desencadeados por UV com, virtualmente, qualquer formato. Estes suportes oferecem uma variedade de propriedades mecânicas e são adequados a muitas aplicações de engenharia dos tecidos (Malda, et al., 2013), incluindo nova formação óssea (Visser, et al., 2015)

Reduzindo o risco de rejeição com X-Pure

Esses suportes podem ainda ser desenvolvidos para a liberação controlada de uma variedade de biomoléculas (Nikkhah, et al., 2016). Nessas aplicações, é importante minimizar o risco de o novo tecido criado por bioengenharia ser rejeitado pelo sistema imune. Com X-Pure, é possível produzir biomateriais com impressão 3D com um risco minimizado/mínimo de reação imune adversa.

Propriedades físicas adicionais

Em todas estas aplicações, as gelatinas e colágenos X-Pure oferecem propriedades físicas atrativas, como:

  • Resistência do gel ajustável
  • Características de fusão
  • Alta biocompatibilidade e biodegradabilidade

3D printing of gelatin

Descubra como o X-Pure está contribuindo para a formulação parenteral e hemostática

INTERESSADO EM SABER MAIS?

Leia nosso pôster científico sobre «Influence of autoclave sterilization of gelatin on physical properties and endotoxin level and the influence of endotoxin level on endothelial cellular activity»

Em nosso pôster científico recente (Vanhoecke and Olijve, 2018), foi avaliada a influência da esterilização autoclave da gelatina e os níveis de endotoxinas da atividade celular endotelial. O objetivo deste estudo era determinar a influência da esterilização por autoclave da gelatina nas propriedades físicas e níveis de endotoxinas. Adicionalmente, foi avaliada a influência das endotoxinas na viabilidade celular de uma célula endotelial.